segunda-feira, 28 de abril de 2014

Património Subterrâneo da Arrábida Oriental IX

Lapa da Greta ou das Conchas
 
 Planta e Cortes
 
A gruta, inacessível por terra, apenas possui uma entrada exposta ao oceano e desenvolve-se sob Biocalcarenitos miocénicos com idades aproximadas de 15 Ma (M. T. Antunes, 1991). Ocupa uma área estimada de 126m² e tem um desnível, em relação ao nível médio das águas do mar, de cerca de + 7,00m. O seu desenvolvimento principal estimado, em projeção horizontal, é de 42m segundo a orientação SE-NW.
A sua génese, tal como as restantes cavernas que compõem o complexo cavernícola localizado entre a praia de Alpertuche e o Portinho da Arrábida, está intimamente ligada à acção de transgressão e regressão marinha ocorrida, provavelmente, durante o período glaciar Würm, iniciado há cerca de 110000 anos. Estes eventos terão, devido às acções químicas e mecânicas exercidas pelo mar, conjugada com a evolução cársica, alargado as fraturas, o que resultou na abertura e alargamento de uma contínua galeria que compõe de grosso modo o espaço subterrâneo existente.

Sem comentários:

Enviar um comentário